Fazendo estória por aqui...

15 de jun de 2010

Bipolaridade é hereditário???

Oiiiii,

Hoje sei que estou em crise, e crise depressiva. Esta foi desencadeada por uma briga com minha mãe...na verdade foi uma briga unilateral, ela brigou comigo.
Desde que me entendo por gente, minha mãe e eu brigamos e muito...mas depois de um certo tempo de minha vida, fui morar sozinha, descobri minha doença, passei a ser mais "tolerante" com ela.
Pra contar o que motivou a briga vou relatar rapidamente...o meu principe faz natação aos sábados e normalmente deixo a princesinha com minha mãe, mas ela mora longe e tenho que correr muito, bom, nesse sábado, minha cunhada (que é minha vizinha) não iria trabalhar e pediu pra ficar com a Maria, eu deixei, estava super atrasada (ele faz natação as 10:30 e já era 10:00) e pedi para ela avisar minha mãe pois meu telefone estava fora do ar (ai essa NET me mata!!!). Pronto, explodiu a terceira guerra mundial.
O mais triste é que minha mãe é do tipo que deseja coisas ruins para os filhos, para magoar mesmo...sabe, "vc ainda vai sofrer muito", "quero que seus filhos sejam ruins com vc" e coisas do tipo (piores).
Achei que não tinha mexido comigo, pois era dia dos namorados e eu estava tão feliz. Pois bem, hoje desencadeou mais uma crise e eu to muito mal. #OMG#

Dai, fui pesquisar, BIPOLARIDADE É HEREDITÁRIO???

A CAUSA DO TRANSTORNO BIPOLAR

A causa do Transtorno Bipolar ainda não é totalmente conhecida. Fatores hereditários, neuroquímicos e ambientais provavelmente interagem em vários níveis a fim de desempenhar um papel no surgimento e na progressão da doença bipolar. O pensamento atual é que este seja um transtorno biológico que ocorre predominantemente em uma parte específica do cérebro e que também possa ser devido a um mau funcionamento dos neurotransmissores (mensageiros químicos no cérebro). Sendo um transtorno com componentes biológicos, ele pode estar latente e ser ativado espontaneamente ou pode ainda ser desencadeado por estressores na vida do indivíduo acometido pelo Transtorno Bipolar.
Os pesquisadores acreditam que tanto a genética como o ambiente têm um papel no desenvolvimento e na manifestação do Transtorno Bipolar.
Uma vez que a doença tende a ser encontrada em famílias, um fator genético estaria provavelmente na raiz da doença. Um número muito grande de pessoas com diagnóstico de TB tem um parente que sofre de algum tipo de depressão ou do Transtorno Bipolar.
Estudos têm demonstrado que tanto as fases maníacas como as fases depressivas (os períodos ou pólos do transtorno) podem ser desencadeadas por incidentes envolvendo traumas psíquicos e/ou físicos, tais como mudanças ou eventos que possam alterar o ritmo de vida, a perda de um relacionamento, problemas financeiros, dentre outros eventos. Também o uso de álcool e de drogas pode vir a desencadear (ou agravar) a doença, sendo relativamente frequente a relação álcool/drogas < -- > doença bipolar.
Texto retirado daqui (na íntegra). 

Então, triste, minha mãe também deveria procurar um médico, mas quem a convence disso??? E eu sigo assim, entre tapas e beijos e muitas crises...

 

7 comentários:

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Bom dia minha flor linda!

Que triste isso...uma mãe deveria ser sempre a melhor amiga dos filhos! Mas isso envolve uma série de fatores, principalmente espirituais né flor! Estes resgates são doloridos e na grande maioria das vezes, para não se ter uma escapatória, esses espiritos vem com pais e filhos! Vc é mais lúcida, então tenha mesmo paciência sabe...é difícil, mais sei como é isso. Qto a bipolaridade, vi um psiquiatra semana passada na TV falando deste assunto, e é verdade, é genético sim! Ele disse que pode não ser os pais, mais se fizer uma pesquisa na árvore ginealógica irá descobrir que já houveram outros na mesma situação. Pode ser que não seja sua mãe flor, de repente ela é assim e pronto, tem esse comportamento agressivo e tal...
Mas flor, vc é uma linda, apegue-se a sua essência que é tão doce, dá pra sentir, e depois lembre-se que tem um marido amoroso e filhos tão lindos que parecem anjinhos, vc é abençoada e vai conseguir sair dessa tristeza rapidinho, vai ver! Tudo bem que vc seja bipolar, mas tendo um estímulo desses rs ufa, é um grande chega pra lá nessa hereditáriedade não!? rs.
Beijinhos florzinha, e precisando de mim já sabe!

Flores e Luz.

Glorinha L de Lion disse...

Ai amiga fiquei triste com isso...mas console-se eu tb brigava muito com minha mãe...pense uma coisa: se ela tem defeitos, vc tb tem. Releve, um dia, ela se vai e vc vai sentir muita falta, até das brigas...vc é mais nova, mais jovem, ainda dá pra mudar, ela, talvez não...use o carinho, peça desculpas ainda que não ache que deva...vai se sentir melhor quando fizer as pazes com ela...e garanto que ela não te "deseja mal", é só da boca pra fora. Ela te ama! Não deixe a raiva se acumular, um beijinho , um abraço , um pedido de desculpas, desarmam o mais duro coração. Beijão e melhoras!

Françoise disse...

Oi Açuti,
Concordo com a Glorinha. Não havia mesmo motivo para brigas mas aconteceu, então releve, como mãe que também é procure entender . Vai ver que vai se sentir melhor.
Fique bem viu,
Abraços.

pensandoemfamilia disse...

Olá Açuti
Relação mãe e filha nem sempre é muito fácil, mas há amor, apesar das "pragas" que são da boca para fora. Pense quando vc precisa, está mal, ela não vem correndo? Todos nós temos qualidades e defeitos. Talvez vc seja muito parecida com ela e daí surjam as desavenças.
Será que o que vcs têm é bipolaridade? É doença?
Mudanças de humor nem sempre são doenças, mas sintomas de insatisfação.
bjs

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Açuti!

Nenhum tipo de briga é boa e ainda mais com a mãe.

Eu também brigo com minha mãe. Somos em cinco filhos e a que menos se identifica com ela sou eu, no entanto é pra quem ela mais corre e eu sempre estou de braços abertos para acudí-la no que for preciso. Com isso ela se amolece e vamos levando nosso relacionamento de mãe e filha, apenas.

Releve sua mãe, pois como já dito aqui, é apenas da boca pra fora.

Desejo que passe logo essa nuvem preta e que você fique bem.

Xeros

Bordados e Retalhos disse...

Querida que pena! Acalme-se, vai ficar tudo bem. As mães erram mesmo, são pessoas e as vezes falam um monte de besteiras da boca pra fora. A minha mãe tabém falava comigo essas coisas. Depois converse com ela,mãe é mãe e tenho certeza que as coisas se ajeitam. Lembrei daquela música.

Você me abraça
E a tristeza, vai embora
A dor que existe
Fica da porta prá fora
A gente briga
Mas é coisa que acontece
Logo o coração esquece
Porque a gente se adora...

Pais e filhos são assim. Espero que amanhã vc esteja melhor. Bjs

ricardocsantos disse...

Olá,

Estive agora a ler este post, e identifico-me claramente com ele. Estou quase a completar 18 anos, sou seguido por uma psiquiatra quase há quatro, mas por outros motivos, como Transtorno Obsessivo-Compulsivo, Depressão e incapacidade de me relacionar com as pessoas - razões pelas quais iniciei o tratamento psiquiátrico. Contudo, há coisa de um ano, comecei a sentir as chamadas "crises bipolares", e foram-se agravando, e neste momento, vou pesquisando, e identifico-me com tudo o que leio àcerca da doença. E acho que pior do que uma mãe que não reconhece que é preciso um médico, é um médico que não vê o que o doente tem, pois falo disto à minha médica, das minhas crises depressivas, nomeadamente, e ela diz que a culpa é minha porque dou demasiada importância às coisas. Falo das minhas mudanças de humor e nada. É como falar com uma parede. Agora, caso a mãe não reconheça que é preciso um médico, um doente bipolar TEM DE procurar ajuda especializada para controlar e tratar a sua doença, consoante o estado em que esta se encontra.
Em relação a discussões com a mãe, por causa da bipolaridade em si, tenho andado MUITO irritado, falo mal para a minha mãe e ela diz sempre "não falo mais contigo, acabou" e aí começo a chorar que nem uma nuvem a deitar água e parece o dilúvio! Mas sempre me dei bem com ela, depende do feitio de cada um!
Há que ser forte e nunca desistir. Sei que não passa com meras palavras, mas servem como um icentivo!

As melhoras